Acesse também nas redes sociais: 

Ministério retira marcas de azeite do mercado

04 DEZ 2017
04 de Dezembro de 2017
Produtos foram considerados impróprios para o consumo, tendo ainda irregularidades nos rótulos

O Ministério da Agricultura, Pecuária e do Abastecimento (Mapa) retirou do mercado 800 mil litros de azeite de oliva considerados impróprios para o consumo. Os produtos apresentaram indícios de fraude já que foi constatada a presença de azeite lampante (não refinado) e outros óleos não permitidos pela legislação. Além das disparidades qualitativas, também foram identificadas irregularidades na rotulagem, contendo informações incorretas ou dúbias quanto à composição do produto.
Do total de 76 marcas analisadas, 43 estavam fora do padrão e tiveram a comercialização suspensa (ver quadro). Segundo informações da Agência Brasil, as amostras coletadas foram enviadas para o Laboratório Nacional Agropecuário (Lanagro), no Rio Grande do Sul. As informações sobre as empresas suspeitas de fraude foram repassadas aos Ministérios Públicos Estaduais e também ao Federal.

A orientação do Mapa aos consumidores é para que, na hora da compra, fiquem atentos à denominação do rótulo frontal, já que as empresas podem induzir ao erro. O termo azeite de oliva pode aparecer em destaque, mas em letras miúdas constar a informação de “óleo misto ou composto, temperos e molhos”. Também é preciso ficar atento às promoções, pois o produto raramente é comercializado a menos de R$ 10.

Fonte:
Voltar

Início      A rádio      Programação      Blog      Galeria      Contato